FANZINE

TEATRO DO MONTEMURO  | Portugal
O mestre do crime, Lex Luthor, escapa do mundo da banda desenhada para o século XXI, com a única
intenção de fazer estragos. Auxiliado pela sua assistente pessoal Paciência e pela formidável Mulher
Eletricidade, Luthor ambiciona vergar a civilização, roubando a Internet. Todos os seus antigos adversários,
os Super-Heróis, estão agora aposentados dessa atividade ou desaparecidos. Parece não haver nada, nem
ninguém, que o possa impedir. Mas, quando um velho e familiar sinal aparece na noite escura, os antigos
heróis deixam as suas atuais vidas como taxistas, alfaiates e instrutores de aeróbica para se reunirem
novamente. Conseguirão os antigos Super-Heróis esquecer velhas inimizades e rivalidades e reaprender a
usar os seus poderes? E, face a um novo tipo de ameaças, necessitarão de encontrar novas formas de
combater? Será que as suas vulnerabilidades – kriptonita, artrite, intolerância ao glúten – que Lex Luthor tão
bem conhece, os vão impedir de cumprir a sua missão? Ou serão os Super-Heróis capazes de voltar a
salvar o mundo?
Criação Coletiva Dramaturgia e encenação Peter Cann Cenografia, adereços e figurinos Helen
Ainsworth Direção musical Manuel Brásio Desenho de luz Paulo Duarte Interpretação Abel Duarte,
Eduardo Correia, Paulo Duarte, Rebeca Cunha e Sílvia Santos Operação técnica Carlos Cal e Manuel
Brásio Construção de cenários e assistência à conceção de figurinos e adereços Carlos Cal e Maria da
Conceição Almeida Costureiras Capuchinhas CRL e Maria do Carmo Félix Direção de cena Abel Duarte
Direção de produção e comunicação Paula Teixeira Assistência à produção e comunicação Guida
Maria Rolo Cartaz Helen Ainsworth Fotografia e vídeo Lionel Balteiro